18
fev

A importância de assumir os próprios erros

3801fb3bbc47acb68ec0ddc227872a41“Errar é humano”. É essa expressão que costumamos dizer sempre que nos pegamos diante de um erro que nós mesmos cometemos. Tendemos sempre a utilizar diferentes recursos e justificativas para tentar minimizar erros, abusando sempre de ditados populares que remetem ao fato de que “ninguém é perfeito”, “todo mundo erra”, dentre outros. Com isso, tentamos nos eximir das consequências e prejuízos decorrentes de nossos erros.

É claro que não estamos equivocados quando afirmamos categoricamente que todas as pessoas erram, mas passamos a duplicar os nossos erros ao deixar de admiti-los. Isso porque, na tentativa de justificar um erro cometido, negando-o estamos errando mais uma vez, independente da situação à qual o erro esteja relacionado.

Nos relacionamentos interpessoais e no ambiente de trabalho, tendemos a fugir das consequências de nossos erros negando-os, culpando outra pessoa ou simplesmente ignorando-os. Dessa forma, tendemos a nos afastar da possibilidade de consertar o erro cometido e, principalmente, tendemos a repetir o mesmo erro outras vezes. Assim, eis algumas sugestões sobre como e por que assumir os próprios erros:

  1. Assuma seu comportamento – Reconhecer o problema é o caminho para aceitar os próprios erros.
  2. Defina um ponto de chegada – Ter um objetivo desafiador diminui a ansiedade e ajuda a manter o foco.
  3. Aumente as possibilidades – Quando o objetivo se resume a uma empresa, fica mais fácil se frustrar e procurar culpados. Amplie sua lista.
  4. Tenha foco na solução – Ao cometer um erro, descubra o que aconteceu e tente consertar. Buscar solução faz você esquecer de procurar culpados.
  5. Pare e pense – Quando seu comportamento o levar a culpar alguém por uma frustração sua, tente reverter a situação. Para mudar um (mau) hábito é preciso treino.
  6. Faça você mesmo – Quem espera que digam o que é preciso ser feito não tem o controle da carreira. O ideal é tentar sempre fazer mais do que esperam de você.
  7. Mantenha-se informado – Diminuir os riscos de cometer erros ajuda a tirar a máscara de vítima. Por isso, estude, desenvolva novas habilidades e fique atento ao que o mercado oferece e exige.

Assim, fica a recomendação para que quando um cometer um erro, uma falha operacional, você tenha a humildade de reconhecer que você teve culpa e se penitenciar diante de seus colegas de trabalho, superiores, subordinados, clientes e fornecedores. Acredite que com isso sua imagem e a imagem da sua empresa passarão a ser lembradas e comentadas de maneira positiva.

Por: Tahiana Andrade